É NATAL OUTRA VEZ

Quando dezembro se aproxima a gente percebe que o ano voou e que chegou a hora de enfeitar a casa novamente, renovar os desejos de que coisas boas aconteçam, comemorar mais um aniversário do menino Jesus e esperar o bom velhinho chegar.

Nesse final de semana já deixei tudo pronto em casa. Árvore montada, presépios, calendário do avento, guirlanda na porta e luzinhas na varanda.

Acho que é o último ano em que Rodrigo realmente acha que Papai Noel desce pela chaminé da lareira da sala e deixa um presente para ele. Na verdade, desconfio que ele inclusive já esteja na fase de "não acreditar acreditando". Mas como ele ainda fala que acredita, nós mantemos a magia viva e continuamos deixando o Papai Noel trazer o presente dele.

Ontem ele escreveu a cartinha. Pediu um skate sem os acessórios (capacete, joelheiras e cotoveleiras, que serão dadas pelos avós e tios). Não assinou a carta porque ia colocar um "de...para" fechando a carta e aí o Papai Noel saberá de quem é; e não falou que foi bonzinho durante o ano porque "o Papai Noel está cansado de saber disso".

Luísa, que não acredita mais, não fez carta (disse para o irmão que vai fazer depois), mas vai pedir créditos no itunes para comprar músicas (achei de uma modernidade ímpar).

Que venha o bom velhinho!